quinta-feira, 28 de julho de 2016

Feitio de mãe

A minha mãe quando está com o TPM tona-se uma pessoa impossível de aturar. 
Quando fica doente é outra das alturas em que fica impossível de aturar...

Agora imaginem, quando por acaso, as duas coisas calham na mesma altura.



segunda-feira, 25 de julho de 2016

Ponto situação das férias


Isto de já não vir ao blogue há um mês e tal tem muito que se lhe diga... parece que já nem sei mexer nisto. Decidi alterar só uma coisinha ligeira que foi o cabeçalho e por agora fica assim, porque até acho simples, mas fofinho.

Eu tenho feito bastante nas minhas férias: Já comi meia dúzia de gelados e já actualizei as minhas séries todas. Bastante não é? Mas agora já cheguei àquela fase que já estou farta de estar em casa. Estou só à espera que venha o fim de semana para raptar o meu namorado e levá-lo até à praia, porque eu até estou com uma corzinha engraçada, mas é de andar debaixo deste sol abrasador, nada tem a ver com praia.

Até lá acho que vou começar a passar grande parte das minhas tardes na esplanada do café, a beber coisas boas ou a comer gelados.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Sabem uma coisa?

ESTOU DE FÉRIAS... FINALMENTE!


Estou farta


Amanhã, vou fazer o meu último exame antes de entrar de férias e está mais do que sabido que só vou lá apreciar as moscas, porque não percebo nada daquilo, por muito que tente, parece que percebo cada vez menos e depois não ajuda mesmo nada o facto de não gostar mesmo nada daquele filho duma grande puta (que é mesmo assim) que lecciona aquela cadeira.

Estou farta de estar trancada em casa!
Estou farta de responder com um abanão de ombros quando alguém me pergunta se o exame me correu bem! 
Estou farta de me tentar manter firme quando só quero ir abaixo!
Estou farta de ter a cabeça feita em água!
Estou farta do esforço não compensar!

Mas o que mais me irrita é que em qualquer cadeira, mesmo que não consiga ter positiva, eu não perco a esperança, porque sei que é preciso só mais um pequeno esforço, mas esta única cadeira, não há esforço que aguente. Eu não consigo! Esta cadeira já me atormenta há quatro anos e parece que vou ter de a deixar ficar, outra vez, porque eu estou completamente farta.

Não anda, nem desanda! Eu já não posso com ela e já não posso olhar para a cara daquela amostra barata de gente! É muito triste ficar com o curso pendurado por causa duma cadeira, mas estou mesmo pelos cabelos com isto. Já que não vou trabalhar na minha área mesmo, porque isto anda mesmo muito complicado até para um simples estágio, então vou à minha vida e depois, quando voltar a ganhar coragem, enfrento esta cadeira pelos cornos e rezo para que haja outro professor a leccionar aquela cadeira que não aquele cabrão que ali anda.

Isto tudo para dizer que estou à espera de duas notas e se tudo correr bem, fico só com o projecto para defender em Setembro e com esta cadeira de merda pendurada. Vou ficar a última semana de Julho e a primeira semana de Agosto sem fazer a ponta dum chavelho, porque tenho saudades de me sentar sossegada a ver as minhas séries e mais do que isso, tenho saudades de ter um bom tempo com o meu namorado. Tenho saudades de ir à praia e de passear de mão dada. Estas duas semanas vão ser férias totais.

Depois disso, vou pegar no meu projecto para o melhorar até ao início de Setembro e por muito que me custe, ainda vou tentar ir a especial fazer o que me falta.